AMEG Página Inicial

NOTÍCIAS


25-10-2021

Workshop aborda PPPs e intercâmbio para estudantes






A Associação Pública dos Municípios da Microrregião do Médio Rio Grande – Consórcio AMEG, promoveu na manhã da última quinta-feira (21) um workshop em que foram abordados os temas Parceria Público-Privada – PPP e Processos de Intercâmbio para a Espanha para Estudantes do Ensino Fundamental. Marcaram presença prefeitos e representantes dos municípios de Alpinópolis, Capetinga, Capitólio, Cássia, Delfinópolis, Guapé, Ibiraci, Itaú de Minas, Passos, Pratápolis, São João Batista do Glória e São José da Barra.

A organização do evento lembra que o Ciclo de Workshops do Consórcio AMEG não determina critérios para a escolha de empresas ou pessoas que desejem expor algum produto, serviço ou experiências exitosas para o setor público e que as pautas serão organizadas conforme apresentação de propostas externas ou indicação por parte dos gestores municipais vinculados aos municípios associados.

Em sua palestra sobre PPPs, o ex-prefeito de Uberaba e ex-deputado estadual e federal, Paulo Piau, apresentou dezenas de casos de sucesso em que municípios, de pequenos do interior a capitais e regiões metropolitanas, conseguiram estabelecer contratos com a iniciativa privada na construção e administração de ativos públicos. Conforme Piau, quando os processos são bem feitos onde tanto o empreendedor quanto a comunidade beneficiada pela PPP têm ganhos mensuráveis, não há o que questionar.

“Logo no início de nosso mandato como prefeito de Uberaba firmamos uma parceria com a Fundação Getúlio Vargas para identificarmos demandas que seriam passíveis de serem atendidas via Parceria Público Privada. No diagnóstico da FGV foram listadas mais de dez áreas que poderiam receber financiamento privado com a participação do poder público municipal sendo viáveis para os dois lados”, explicou o político que também é engenheiro e empresário.

Conforme Paulo Piau, Uberaba foi o primeiro município do interior do Brasil a firmar uma Parceria Público-Privada na área de iluminação pública, principalmente para a substituição de lâmpadas convencionais por lâmpadas de LED, o que garantiu investimentos da ordem de R$ 300 milhões em seu parque de luminárias sem ônus para a Prefeitura. “Por ter sido uma das pioneiras, Uberaba precisou contar com um corpo técnico altamente qualificado e foi essa equipe que desembaraçou a documentação exigida pela lei e realizou a licitação para contratar empresas com capacidade técnica e financeira para firmar a PPP”, comentou.

Piau cita o exemplo da iluminação pública como um dos melhores. A modernização do parque de luminárias em áreas públicas trocando lâmpadas antigas e ineficientes por lâmpadas de led pode levar a uma economia de até 40% no custo da iluminação pública. Com o excedente é possível remunerar o investidor e gerar economia para os cofres públicos. “Visitando um Consórcio Público como a AMEG nós nos lembramos de outra iniciativa que participamos, via consórcio envolvendo sete municípios, para a solução da gestão do resíduo sólido gerado nessas localidades. Não é impossível, mas, município pequeno não tem muitas condições de contratar via PPP e é aí que se faz fundamental a união de forças através do Consórcio para o estabelecimento de contratos com a iniciativa privada em que ela traz e aplica recursos que o município não tem para investir”, lembrou Paulo Piau.

 

Intercâmbio para a Espanha

                       

O Workshop foi finalizado com a apresentação de experiência de Intercâmbio para a Espanha com os alunos do Ensino Fundamental. O empresário e ex-intercambista Matheus Carielo, diretor da empresa 2 GO EDU falou de sua experiência em intercâmbio internacional quando ainda era um adolescente. “Meu primeiro contato com viagens internacionais foi em 2010. Em um projeto de intercâmbio com apoio do meu colégio, tive a oportunidade de viver uma experiência internacional nos Estados Unidos. Hoje, após mais de 10 anos, posso dizer que essa viagem foi o grande divisor de águas da minha vida. A sensação é de como se eu tivesse saído de uma bolha, abrindo os olhos para o mundo e saindo da minha zona de conforto. Com apenas 16 anos eu nunca havia imaginado poder viver uma experiência como essa”, comentou.

O Experiencia Internacional – España & Portugal foi desenvolvido em convênio com a Enforex, instituição chancelada pelo Instituto Cervantes. A viagem destina-se a alunos de 12-15 anos e possui duração de 12 dias entre embarque e desembarque. O programa ocorre em sua maior parte em Salamanca, na Espanha, conta com diversas atividades culturais, imersão histórica, aprendizado e muito lazer e diversão aos alunos. O foco é trabalhar a fluência do Espanhol e, sobretudo, oferecer experiência de vida e um novo estágio de maturidade aos estudantes.

A 2Go Edu apresentou aos municípios uma possibilidade de levar essa oportunidade de intercâmbio a estudantes do ensino fundamental das escolas públicas da região. Conforme o representante isso pode representar a abertura de oportunidades, o fortalecimento da cultura empreendedora em ambiente escolar e um incentivo à melhoria de desempenho de estudantes de escolas públicas e privadas.








VOLTAR