AMEG Página Inicial

NOTÍCIAS


16-03-2020

Ameg promove capacitação para conselheiros tutelares da região






A Associação dos Municípios da Microrregião do Médio Rio Grande - AMEG concluiu na última quinta-feira (12) o primeiro encontro do Ciclo de Capacitações dos Conselheiros Tutelares dos Direitos das Crianças e dos Adolescentes e a Rede Socioassistencial. O evento é voltado para os conselheiros tutelares eleitos e reeleitos nos últimos processos eletivos. Participaram deste encontro cerca de 100 conselheiros de dezoito municípios da região.

Conforme a organização, este módulo da capacitação tratou da Atuação dos Conselhos de Direitos e Conselhos Tutelares, as Finalidades, as Atribuições - conforme os Art. 95 e 136 do Estatuto da Criança e do Adolescente (ECA), e a Organização dos Conselhos dos Direitos das Crianças e dos Adolescentes e dos Conselhos Tutelares.

A facilitadora da capacitação é Célia Carvalho Nahas, especialista em Gestão de Pessoas pelo Centro de Pós-graduação e Pesquisas em Administração da Universidade Federal de Minas Gerais - UFMG e graduada em psicologia pela mesma universidade, além de atuar na área de proteção à infância desde 2006.

Prevista para acontecer durante 5 encontros envolvendo 8 módulos, a capacitação visa atualizar os conselheiros quanto à legislação, atuação e procedimentos. Para Célia Nahas, é uma oportunidade de trocas de experiências e também para sanar algumas dúvidas sobre a função e a importância dos conselheiros.

"É nessas oportunidades, onde reunimos conselheiros de municípios de realidades distintas que conhecemos as dificuldades em garantir os direitos das crianças e dos adolescentes. Cada localidade enfrenta algum tipo de problema, por essa razão é importante que os conselheiros estejam bem preparados", explica a Nahas.

Para o prefeito de Passos e presidente da AMEG, Carlos Renato Lima Reis, Renatinho Ourives, é muito importante que os conselheiros, tanto os tutelares quanto os dos direitos da criança e do adolescente, se mantenham atualizados e ajudem a superar os problemas que envolvem principalmente nossas crianças. "Mesmo com todas as dificuldades e com a grande demanda nós estamos sempre apoiando nossa rede socioassistencial visando garantir o melhor atendimento possível a esse público tão vulnerável que são as crianças e os adolescentes, para isso contamos sempre com nossos conselheiros", finalizou.  








VOLTAR