AMEG Página Inicial

NOTÍCIAS


04-12-2018

Região Sudoeste discute o desenvolvimento do turismo e evento para 2019






Foi realizada em Passos nesta terça-feira (04) na sede da Associação dos Municípios da Microrregião do Médio Rio Grande – AMEG, o encontro “Conexões Municipalistas”. O evento, promovido pela Confederação Nacional dos Municípios – CNM em parceria com a AMEG contou com a presença de mais de 50 participantes, entre prefeitos, vice-prefeitos, vereadores, secretários municipais, conselheiros e empresários do setor do turismo.

Com o objetivo de melhorar a gestão municipal, estabelecendo o diálogo e buscando conexões com outros Municípios, a Confederação Nacional de Municípios (CNM) promove a campanha Conexões Municipalistas. A ação é uma nova proposta de integração e de conexão entre conhecimento e força política. O projeto prevê visitas aos Municípios dos quatro cantos do país. A CNM vai promover encontros para apresentar os desafios e as ações municipais e reforçar a pauta municipalista.

Representando a diretoria da AMEG, o presidente da entidade e prefeito de Piumhi, Adeberto José de Melo, o Deco, abriu os trabalhos salientando a importância de se organizar o setor e toda a cadeia do turismo na região. “Um evento como este onde nós podemos tomar contato com experiências tão bem sucedidas é um grande passo para que nós também comecemos a pensar nossa cidade, nossa região como um destino desejável para visitantes de todo o país. Alguns municípios, Piumhi inclusive, já estão trabalhando para melhorar sua infraestrutura, a questão do atendimento e da visibilidade dos atrativos que já existem por aqui”, comentou Deco.

“Há alguns anos nós já estamos dando alguns importantes passos para a organização do setor do turismo na região. Podemos citar a criação e a reorganização do Circuito Turístico Nascentes das Gerais, que reuniu uma grande parte dos municípios da região e vem permitindo a captação de recursos específicos para o setor. Outra ação importante foi a criação da Câmara Técnica de Turismo da AMEG que em pouco tempo já apresenta alguns resultados como a criação do calendário regional de eventos e a organização de eventos que movimentarão a região em 2019”, foi o que observou o secretário de turismo de Cássia e coordenador da Câmara Técnica de Turismo da AMEG, José Eduardo de Almeida.

Na apresentação principal do encontro foi apresentado o case de sucesso do município gaúcho de São Miguel das Missões. O facilitador foi o consultor da CNM Mário Ribas do Nascimento, prefeito do município por dois mandatos. Ribas falou do grande trabalho realizado em sua região. “Na visão da maioria das pessoas daquela terra, nós não tínhamos nada a oferecer para turista, a não ser as ruinas das construções dos jesuítas que catequisaram os índios da região. Mas nós tínhamos o desejo de transformar a região e foi o turismo que nos permitiu crescer como cidade e também como região. Aos poucos criamos rotas, eventos, museus, colaboramos para a melhoria da infraestrutura turística, integramos setores como o agronegócio, sempre com o foco na melhoria da vida da população de São Miguel e dos outros municípios que aderiram à ideia. Foi com muito trabalho que nós entramos no mapa do turismo e hoje podemos colher bons frutos”, explica o consultor.

 

Evento Internacional para 2019

“Não poderia haver escolha melhor para a realização de um evento tão importante quanto este que começa a ser articulado hoje aqui na Região Sudoeste”. Foi com essa afirmação que o consultor da Confederação Nacional de Municípios, Ângelo Roncalli, anunciou o desejo da CNM de realizar um grande seminário de nível internacional com o foco no desenvolvimento do turismo. Com previsão para acontecer ainda no primeiro semestre de 2019, a ideia é integrar a realização de workshops, oficinas, exposições e shows, festival gastronômico e festival cultural em um ou mais municípios da região.

Conforme os consultores da CNM, a princípio, a ideia é unir os esforços e já formar um comitê organizador envolvendo a AMEG, CNM, AMM, ICMBio, Movimento Conexão Sudoeste, secretarias de estado e ministérios de Turismo, Cultura, Circuitos Turísticos da Região, bancos como o BDMG e BNDES, as administrações municipais da região, empresários do setor do turismo, entre outros interessados.








VOLTAR